A galinha vermelha pequena. História das crianças em inglês

As histórias em inglês eles apenas servem para praticar o bilinguismo com crianças, um recurso muito útil para sua educação. Eles também são uma ótima maneira de entretê-los e, ao mesmo tempo, transmitir valores para eles. A história de lla gallinita roja ensina as crianças que trabalham e esforço são recompensadas.

As histórias em inglês eles apenas servem para praticar o bilinguismo com crianças, um recurso muito útil para sua educação. Eles também são uma ótima maneira de entretê-los e, ao mesmo tempo, transmitir valores para eles.

A história de lla gallinita roja ensina as crianças que trabalham e esforço são recompensadas. E o que você quer não é capaz de colaborar ou ajudar a nunca obter a satisfação de alcançar seus objetivos.

História das crianças em inglês com valores

Era uma vez uma pequena galinha de rede. Ela morava com um porco, um pato e um gato. Todos moravam em uma linda casazinha que a pequena galinha vermelha gostava de manter limpa e arrumada. A pequena rede trabalhou arduamente em seus empregos o dia todo.

Os outros nunca ajudaram. Embora eles dissessem que eles queriam, eles eram todos muito preguiçosos. O porco gostava de grunhir na lama lá fora, o pato costumava nadar na lagoa o dia todo, e o gato gostava de mentir ao sol, ronronando.

Um dia, a pequena galinha vermelha estava trabalhando no jardim quando encontrou um grão de milho.

- Quem plantará esse grão de milho? - ela perguntou

- Não eu - grunhiu o porco de seu remendo lamacento no jardim.

- Não eu - curtei o pato da lagoa.

- Não eu - ronronou o gato do seu lugar ao sol.

Então, a pequena galinha vermelha procurou um bom pedaço de terra, arranhou-a com os pés e plantou o grão de milho. Durante o verão, o grão de milho cresceu. Primeiro, cresceu em uma haste verde alta, então foi amadurecida ao sol até que ela se virou para uma cor dourada adorável. A pequena galinha vermelha viu que o milho estava pronto para cortar.

- Quem me ajudará a cortar o milho? - perguntou a pequena galinha vermelha.

Mas o porco, o pato e o gato responderam "não". Com cuidado, ela pegou a haste e retirou os grãos de milho das cascas.

- Quem levará o milho para o moinho, para que ele possa ser moído em farinha? perguntou a pequena galinha vermelha.

E nenhum dos outros animais queria ajudá-la. Então, a pequena galinha vermelha pegou o milho para o moinho, e perguntou ao moleiro se ele seria tão amável para moer em farinha. Com o tempo, o moleiro enviou um pequeno saco de farinha até a casa onde a pequena galinha vermelha vivia com o porco e o pato e o gato.

- Quem me ajudará a fazer a farinha no pão? pediu a galinha

- Não eu - grunhiu o porco de seu remendo lamacento no jardim.

- Não eu - piquei o pato de seu lago.

- Não eu - ronronou o gato do seu lugar ao sol.

- Muito bem, disse a pequena galinha vermelha. Eu também vou fazer o pão.

Ela entrou na sua pequena cozinha. Ela misturou a farinha na massa. Ela amassou a massa e colocou no forno para assar.

Logo houve um cheiro encantador de pão fresco quente. Está cheio de cantos da casa e sai no jardim. O porco entrou na cozinha de seu remendo lamacento no jardim, o pato entrou da lagoa e o gato deixou seu lugar ao sol.

Quando a pequena galinha vermelha abriu a porta do forno, a massa levantou-se e se transformou na mais bonita e deliciosa garça de pão que qualquer um tinha visto.

- Quem vai comer esse pão? - perguntou a pequena galinha vermelha.

- Vou - grunhiu o porco.

- Vou - curtir o pato.

- Eu irei - ronronou o gato.

- Oh não, você não vai - disse a pequena galinha vermelha.

- Eu plantei a semente, cortei o milho, levei-o ao moinho para que fosse feito farinha e eu fiz o pão sozinho. Agora vou comer o pão sozinho.

O porco, o pato e o gato estavam todos de pé e observaram como a pequena galinha vermelha comeu o pão sozinha. Estava gostoso e gostou, até a última migalha.